Empty legs – vantagens e riscos na aviação executiva

Fretamentos / Empty legs – vantagens e riscos na aviação executiva

Mudar idioma: enEN (Inglês) pt-brPortuguês esEspañol (Espanhol)

Imagine a seguinte situação: o seu celular toca e, de repente, você fica sabendo que precisará ir de São Paulo ao Rio de Janeiro na manhã do dia seguinte. Você, então, procura por voos comerciais, mas, para o dia seguinte, não tem mais assentos vagos. Neste caso, uma opção para salvar o compromisso na capital fluminense são as empty legs, também conhecidas como pernas vazias e voos de reposicionamento.

Bastante comum na aviação executiva, a empty leg acontece quando um avião precisa retornar para o aeroporto base. Ou seja: depois de fazer um trecho com passageiros (perna cheia, usando um termo para explicar o oposto), a aeronave vai precisar retornar ao destino inicial – com ou sem passageiros. Tal voo pode ser disponibilizado para comercialização, seja por assento ou num formato de fretamento. O próprio cliente também pode optar pelo compartilhamento de assento de um voo que ele mesmo adquiriu.

O Diretor de Vendas da Flapper, Manoel Assunção, explica que a comercialização das empty legs é feita somente por trecho.“As pernas vazias são um subproduto das nossas operações, ou seja, elas sempre se originam de um fretamento”, disse. “E é importante frisar que, na Flapper, essas pernas vazias podem ser feitas por qualquer aeronave, incluindo os helicópteros”, completou o executivo. As empty legs oferecidas pela Flapper contemplam tanto as operações domésticas quanto as internacionais.

No entanto, além de grandes vantagens, essa modalidade de voo também tem riscos aos clientes. Saiba mais abaixo.

Vantagens de empty legs

Um dos aspectos mais atraentes de voos de perna vazia é o preço. Com valores até 60% menores do que o preço original do trecho, voos de reposicionamento constituem uma oportunidade única para embarcar pela primeira vez na experiência da aviação executiva.

Um voo de perna vazia também pode ser usado para testar uma determinada aeronave. Ao contrário dos voos regulares, as empty legs abrangem um espectro mais amplo de aeronaves, incluindo aquelas que podem ser particularmente caras quando fretadas.

Riscos de empty legs

Os voos de reposicionamento são ideais para passageiros que costumam viajar com certa frequência e que, ao mesmo tempo, possuem uma agenda mais flexível. Isso porque as ofertas podem surgir com pouco tempo de antecedência e, geralmente, esgotam-se rapidamente devido ao preço e, claro, a comodidade.

Entre os riscos mais comuns dos voos de reposicionamento está o fato de a operação poder ser cancelada. Isso acontece quando o voo principal, que originou a empty leg, sofre alguma alteração. Tais voos também podem sofrer mudanças de horários ou mesmo de aeroporto (heliponto) de origem ou destino.

Quem gosta de se planejar com certa antecedência também pode não gostar do fato de que as pernas vazias, quase sempre, são divulgadas próximas ao dia do voo. Além disso, essa modalidade não apresenta flexibilidade nos horários, que já são pré-estabelecidos pela operadora ou cliente do voo fretado.

Por fim, os voos de reposicionamento são geralmente comercializados por trecho. Como no exemplo dado no início deste texto, um voo de São Paulo para a capital fluminense provavelmente não será oferecido junto a um voo de volta.

Como ficar sabendo das empty legs na Flapper

No aplicativo da Flapper, disponível para iOS e Android, existe uma seção na home dedicada exclusivamente às empty legs. Nela, as ofertas de voos de última hora a preços mais acessíveis aparecem em um carrossel com cards clicáveis divididos em rotas de viagem, contendo as informações mais detalhas sobre a operação. De início, é possível verificar o trajeto, a data e horário do próximo voo, além do preço inicial. Já, ao selecionar o card com a rota do voo, há informações mais completas sobre a operação, como fotos internas e externas da aeronave, instruções de embarque e desembarque nos aeroportos, features exclusivos do modelo da viagem, certificações de segurança, a autonomia de voo, mapa de assentos e muito mais.

Outras formas de receber as informações sobre empty legs:

  • notificações push (o usuário precisa habilitar as notificações no seu aparelho)
  • Instagram (todas as ofertas são divulgadas pelo Story e, quem quiser acompanhar de perto, pode pedir à plataforma que notifique quando houver novas publicações do Story)
  • e-mail marketing (basta se inscrever no app para fazer parte da lista de mailing da Flapper)

Abaixo você pode verificar exemplos de empty legs disponibilizadas pela Flapper em suas comunicações:

Por último, mas não menos importante, é importante destacar que as pernas vazias é que a operação acontece dentro de todas as regulamentações da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Empty legs – vale a pena?

Os voos de perna vazia são uma ótima oportunidade para o cliente, no entanto, existem alguns riscos:

Vantagens

  • preço mais baixo
  • fácil descobrir e comprar as ofertas
  • operações acontecem em todos os tipos de aeronaves, incluindo helicópteros

Desvantagens

  • operação tem chance de ser cancelada ou ter alteração de horário
  • empty legs são comercializados apenas por trecho
  • ofertas de empty legs surgem a poucos dias antes do voo
  • pouca flexibilidade

Agora que você já sabe as vantagens e desvantagens das empty legs e como acessá-las pela Flapper, vamos viajar?!

Our Services: Fretamentos

See also

  • Aplicativo de táxi aéreo: quais serviços você pode contratar?

    See post
  • 5 dicas para alugar um jatinho particular em apenas 10 minutos

    See post
  • As principais diferenças entre voos particulares e táxi aéreo

    See post