Como fretar um jato executivo – um guia para iniciantes

Fretamentos / Como fretar um jato executivo – um guia para iniciantes

Mudar idioma: enEN (Inglês) pt-brPortuguês esEspañol (Espanhol)

Quanto custa um táxi aéreo? Você sabe qual é o passo a passo para fretar um jatinho? Para quem não tem ou ainda não teve muita proximidade com o assunto, fretar um jato executivo pode parecer um pouco complexo, diante dos diferentes tipos de aeronaves e detalhes a serem levados em conta.

No entanto, com algumas dicas valiosas é possível realizar o fretamento sem grandes complicações e dificuldades, economizando tempo e dinheiro. Acompanhe este artigo – que traz uma espécie de guia para iniciantes – para entender os principais pontos a serem considerados e saiba quanto custa fretar um jato executivo de táxi aéreo.

Diferenças entre os tipos de aeronaves

Antes de entender como fazer o fretamento, é importante conhecer os diferentes tipos de aeronaves disponíveis para o serviço e os que difere uma da outra. Com tamanhos variados, a escolha vai depender, principalmente, do número de passageiros, requisitos de bagagem, orçamentos e rota, entre outras preferências.

Os jatinhos leves e médios, como o Embraer Phenom 300, Nextant 400XTi e Citation XLS, por exemplo, acomodam de quatro a oito pessoas. Por serem menores, mais rápidos e eficientes, são interessantes para pequenos grupos, ou até mesmo para casais em ocasiões especiais, em voos de duas a três horas.  

Já jatos super midsize e de cabine grande, como o Legacy 600 ou Challenger 350, são uma boa escolha para um número maior de passageiros, sendo de até 13 pessoas. Com esses modelos de aeronave é possível realizar viagens de cinco a seis horas, sem escalas.  

Outra opção são os jatos de alcance transcontinental – entre eles está o Bombardier Challenger 850 e o Gulfstream G650 –, que são adequados para voos de longo curso, atravessando um continente de um extremo a outro, para grupos maiores e viagens corporativas. Por serem mais espaçosas, algumas aeronaves possuem camas planas para dormir, banheiros maiores e diferentes configurações de classes de cabine.

Além disso, existem ainda os modelos de aviões a turbo-hélices, como o Caravan, Pilatus ou King Air, que, apesar de suas velocidades de cruzeiro mais baixas, possuem uma construção robusta e são confiáveis e eficientes. Este tipo de aeronave pode operar em pistas curtas, como a do aeroporto de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Embarque pelo lounge VIP

Você sabia que, ao voar em um jato particular, os embarques e desembarques podem acontecer de duas maneiras, dependendo do aeroporto, e elas não abrangem o terminal principal? Em Congonhas (São Paulo), por exemplo, o passageiro se encaminha diretamente ao hangar executivo, que conta com toda uma estrutura de atendimento. Chamado de FBO (sigla em inglês para Fixed-base Operator – operador de base fixa), é lá que será feito todo o processo para a decolagem.

A outra forma de embarcar é por meio do terminal de passageiros, mas em uma área privada e separada. Isso acontece quando o aeroporto não tem estruturas de hangares fixas, como no Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro) ou quando o terminal comercial não está totalmente integrado com o terminal de aviação geral (caso do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo). Ao fretar um jato executivo ou outra aeronave de táxi aéreo, um agendamento é feito com o cliente para que o atendimento (handling) vá ao encontro dele e o leve até o lounge VIP – específico para aviação geral. Lá ele terá acesso a toda uma estrutura de suporte, com sofás, salas de reuniões, banheiros, bar, comidas e bebidas.

Neste local, o passageiro aguarda até o embarque na aeronave, que é feito por meio de uma van que o deixa na pista ao lado do jato. Nesses dois casos os viajantes não passam pelo procedimento padrão da aviação comercial. Não é preciso fazer check-in, despacho de bagagens ou passar pelo raio-x. E é essa comodidade uma das grandes vantagens da aviação executiva. São menos pontos de contato e menos etapas, economizando muito mais tempo do cliente.

Quanto custa um táxi aéreo?

O custo de serviço de táxi aéreo vai depender de várias condições e entre as variáveis mais frequentes está o custo estimado por hora ou por km/milha percorrido, o valor das taxas de aterrissagem no aeroporto, o custo do FBO devido ao manuseio e utilização do hangar, o preço de pernoite e a tarifa mínima de voo ou de viagem mínima, além do coeficiente de voo.

Fretar um avião de táxi aéreo pode custar algo em torno de R$ 21 mil a R$ 100 mil para voos de jatinho ou entre R$ 13 mil e R$ 75 mil para aviões turbo-hélices. O fretamento de helicóptero, por sua parte, pode custar apenas R$ 3.500 para um transfer curto de uma hora ou até R$ 50 mil para um voo executivo mais longo. Neste artigo explicamos, com detalhes e de forma bem completa, quanto custa um táxi aéreo e quais são os fatores considerados na hora de fazer essa conta. Vale a pena ressaltar que o valor final será composto por custos fixos do operador e custos variáveis, acrescentados à margem de 5% a 10%.

Se você não estiver disposto a pagar pelo fretamento de um jato particular ou não possuir orçamento, algumas opções interessantes são comprar um voo compartilhado ou um empty leg. No primeiro caso, o passageiro poderá escolher, na própria plataforma da Flapper, um assento em um voo programado já compartilhado com outros viajantes. A segunda situação acontece quando o avião decola sem ter passageiros a bordo. Em ambos os casos, os preços ficam mais em conta e podem fazer mais sentido para o que você estiver procurando no momento.

Veja um exemplo

Agora que você já tem todas essas informações, o processo para fretar um jato executivo na Flapper e entender quanto custa um táxi aéreo se torna mais amigável. A seguir vamos mostrar um exemplo do passo a passo completo no site, na rota São Paulo – Angra dos Reis.

Logo ao entrar no site da Flapper, faça o login, via Facebook ou nome de usuário e senha, ou criar uma conta para poder consultar os voos. No campo origem, basta selecionar a opção São Paulo, SAO, e, em destino, procuro por Angra dos Reis, ANA. Em seguida, selecione a data e horário de preferência da ida e o mesmo para a volta, além de número de passageiros. Clique em buscar (na lupa) e as opções de aeronaves, assim como aeroportos, disponíveis para o período em questão, aparecerão na tela. Selecione a que melhor se encaixar na sua necessidade.

Ao clicar, você verá o que o jato oferece de comodidades, assim como os detalhes de certificação, fotos e o preço de táxi aéreo da sua pesquisa. Clique no botão de “Reservar”, confira os detalhes da operação e selecione, logo abaixo, a opção “Consultar disponibilidade”. A seguir, é preciso concordar com os termos de usuário e clicar em “Prosseguir”. Uma janela de chat para atendimento surgirá na tela e você poderá verificar se o jato em questão está disponível para a data pretendida e dar continuidade ao fretamento.

Garantias de uma empresa certificada

Trabalhar com uma empresa certificada para voos fretados é imprescindível para ter uma operação com procedimentos de segurança garantidos. Desde 2019, a Flapper é associada à Wyvern, empresa americana de auditoria de aviação executiva. Com o certificado, a Flapper é reconhecida por cumprir todas as normas internacionais de segurança operacional.

Além disso, todos os voos oferecidos são operados exclusivamente em aeronaves com inspeção de segurança, de acordo com o RBAC 135 ou 121, ou o seu equivalente estrangeiro. A Flapper também ainda em estreita colaboração com as autoridades locais de aviação civil, incluindo ANAC, DGAC, EASA e FAA, para garantir que cada aeronave possua certificados de aeronavegabilidade e manutenção válidos.

Our Services: Fretamentos

See also

  • Aplicativo de táxi aéreo: quais serviços você pode contratar?

    See post
  • 5 dicas para alugar um jatinho particular em apenas 10 minutos

    See post
  • As principais diferenças entre voos particulares e táxi aéreo

    See post